Preparadores físicos da base botafoguense falam sobre os treinos durante a pandemia - Botafogo Futebol SA

Notícias do Botafogo Orgulho de Ribeirão

maio 25 2020 0comment

Preparadores físicos da base botafoguense falam sobre os treinos durante a pandemia

Agência Botafogo
imprensa@botafogofutebolsa.com.br

Mesmo sem previsão de datas para a disputa do Campeonato Paulista sub-15, sub-17 e sub-20, os atletas das categorias de base do Botafogo continuam realizando treinamentos de acordo com a cartilha elaborada pelas comissões técnicas. Eles foram liberados das atividades presenciais desde o dia 16 de março, quando foi suspenso o Estadual na categoria principal.

“Quando um atleta fica nessa situação, ele acaba perdendo algumas adaptações como força, velocidade e resistência. Muito do que havia sido adquirido com os treinamentos, acaba sendo perdido de forma gradativa. Algumas capacidades como força são mais fáceis de serem mantidas em casa e facilitam a volta do atleta”, disse Lucas de Paula, preparador físico do sub-20, sobre as atividades que estão sendo realizadas.

Lucas Faria, preparador físico da categoria sub-17, afirma que uma “nova pré-temporada” terá que ser realizada caso as competições sejam realizadas. As categorias de base do Paulista, por exemplo, estavam previstas para serem iniciadas na primeira semana de abril.

“Partindo do ponto que estamos há quase dois meses e meio sem treinamentos no clube, vejo uma necessidade de quatro a seis semanas de trabalho intenso para que os atletas fiquem em condições físicas ideias. Dessa forma, penso que poderíamos fazer uma temporada de intensidade muito alta e também com uma menor possibilidade de lesões”, afirmou Lucas.

Pedro Bianchi, preparador físico da categoria sub-15, segue o mesmo pensamento. Inclusive, Bianchi já tem elaborado o que deve ser feito quando as atividades de forma presencial para a base estiverem liberadas.

“Faremos avaliações em todos os atletas para saber o nível de condicionamento e assim definiremos o planejamento para o grupo. Mesmo com os trabalhos em casa, os déficits na parte física e aeróbia estarão presentes nos meninos. Nós iremos fazer o máximo para evitar as lesões e os deixaram em condições ideais o mais rápido possível”, completou Bianchi.