Notícias do Botafogo Orgulho de Ribeirão

julho 23 2022 0comment

Prejudicado pela arbitragem, Botafogo perde do São José-RS fora de casa

Agência Botafogo
imprensa@botafogofutebolsa.com.br

O Botafogo foi heroico, guerreou e lutou até o último minuto, mas perdeu para o São José por 2 a 1, neste sábado (23), no Estádio Francisco Novelletto, em Porto Alegre, pela 16ª rodada da Série C do Campeonato Brasileiro.

Com um jogador a menos desde os seis minutos da etapa inicial, o Tricolor empatava até os 40 minutos do segundo tempo, quando o árbitro Rodrigo Batista Raposo validou um gol ilegal do time gaúcho logo após o assistente Milton Jeronimo Souza Alves assinalar impedimento. O jogo ficou paralisado por quase 10 minutos.

Com o resultado, o Tricolor continua na sétima posição com 23 pontos. O Pantera, porém, pode ser superado por outros adversários até o complemento da rodada.

Agora, o Botafogo volta a campo pela competição no próximo domingo (31), às 11h, quando enfrenta o Volta Redonda, no Estádio Santa Cruz, pela antepenúltima rodada. Antes, porém, o Pantera terá pela frente o clássico Come-Fogo, marcado para terça-feira (26), às 19h, também no Santa Cruz, pela Copa Paulista.

O JOGO

Sem poder contar com o lateral esquerdo Jean Victor e Lucas Delgado, suspensos, o treinador Paulo Baier escalou o Botafogo com três atacantes. Assim, João Diogo e Luketa entraram na equipe e formaram o trio ofensivo com Bruno Michel.

O Tricolor, porém, perdeu o lateral direito Vidal, que foi expulso aos 6 minutos após uma disputa de bola com Gabriel Lima.

Com um jogador a menos, o comandante botafoguense deslocou Ericson para a lateral direita. Assim, a zaga foi formada por Tárik e Diego Guerra e Marcel na lateral esquerda. O meio de campo teve Fillipe Soutto e Gustavo Xuxa.

Com essa formação, o Pantera passou a apostar nos contra-ataques e conseguia controlar o jogo. O time da casa, porém, abriu o placar com Crystopher, aos 21 minutos, que recebeu dentro da área e tirou do goleiro Deivity.

Mesmo assim, o Botafogo não se abateu. Aos 30 minutos, Luketa ganhou a dividida e a bola ficou com Bruno Michel, que se livrou da marcação e finalizou cruzado para deixar tudo igual: 1 a 1.

O Tricolor ainda teve a oportunidade de virar o marcador na etapa inicial. Após boa jogada de Bruno Michel, João Diogo finalizou no canto e Fábio Rampi defendeu. Luketa também exigiu do goleiro adversário.

Deivity também mostrou qualidade para defender o chute de Crystopher e abafar a finalização de Maradona.

No segundo tempo, o São José voltou melhor e quase marcou o segundo. O zagueiro Jadson teve duas chances de cabeça e numa delas exigiu excelente defesa de Deivity.

O Pantera também desperdiçou boa oportunidade com Luketa.

Quando o jogo caminhava para terminar empatado, o São José fez o segundo gol de maneira irregular. Aos 40 minutos, Sillas, de bicicleta, completou um cruzamento da direita e mandou para o gol. O assistente Milton Jeronimo Souza Alves anotou impedimento, mas o árbitro Rodrigo Batista Raposo anotou o gol. O jogo ficou paralisado por mais de dez minutos.

Quando a bola voltou a rolar, o Botafogo ainda quase empatou após uma boa jogada de Thiaguinho, que tocou na saída de Fábio Rampi, que espalmou para escanteio. Na cobrança, Marcel ainda cabeceou e o goleiro adversário defendeu.

SÃO JOSÉ-RS X BOTAFOGO
LOCAL: Estádio Francisco Novelletto, em Porto Alegre
COMPETIÇÃO: 16ª Rodada da Série C do Campeonato Brasileiro
DATA: 23/07/2022
HORÁRIO: 11h
ÁRBITRO: Rodrigo Batista Raposo (DF)
ASSISTENTES: Milton Jeronimo Souza Alves (DF) e David Sousa Santana
CARTÕES AMARELOS: Jadson (São José-RS), Maradona (São José-RS) e Thayllon (São José), Samuel (São José-RS)
CARTÕES VERMELHOS: Vidal (Botafogo)
GOLS: Crystopher, aos 21 minutos do primeiro tempo (São José-RS); Bruno Michel, aos 30 minutos do primeiro tempo (Botafogo); Sillas, aos 40 minutos do segundo tempo (São José)
SÃO JOSÉ-RS: Fábio Rampi; Samuel (Bruno Ferreira), Tiago Pedra, Jadson e Marcelo; Lissandro (Mazola), Crystopher, Sillas e Gabriel Lima; Vini Moura (Thayllon) e Maradona (Guilherme Biteco). Treinador: Paulo Henrique Marques
BOTAFOGO: Deivity; Vidal, Ericson, Diego Guerra e Marcel; Tárik, Fillipe Soutto e Gustavo Xuxa (Guilherme Mantuan); João Diogo (Kadu Barone), Luketa (Thiaguinho) e Bruno Michel (Dudu). Treinador: Paulo Baier.