Nota de falecimento: Ricardo Christiano Ribeiro - Botafogo Futebol SA

Notícias do Botafogo Orgulho de Ribeirão

junho 19 2020 0comment

Nota de falecimento: Ricardo Christiano Ribeiro

Agência Botafogo
imprensa@botafogofutebolsa.com.br

Com imenso pesar, o Botafogo comunica o falecimento de Ricardo Christiano Ribeiro, que completaria 80 anos no próximo dia 17 de julho, e que foi presidente do clube em duas oportunidades: 1972/1973 e 1998/2001.

Ricardo Christiano Ribeiro comandou o Pantera em três conquistas importantes: o acesso para a Série A do Brasileiro em 1998, o acesso para o Paulistão em 2000 e o vice-campeonato do Paulistão de 2001.

A diretoria do Botafogo presta os seus mais sinceros sentimentos e condolências à família e amigos, reza para que todos encontrem forças para superar essa triste perda e decreta luto oficial de três dias.

“Lamentamos profundamente a morte de Ricardo Christiano Ribeiro, um dos principais presidentes da nossa história centenária. Nossa coletividade deve muito ao Ricardo Ribeiro. Prestamos os mais sinceros sentimentos e condolências à família”, disse Gerson Engrácia Garcia, presidente da Botafogo Futebol S/A.

“É com imenso pesar que recebo o falecimento do ex-presidente Ricardo Christiano Ribeiro, grande botafoguense e que muito nos honrou quando de sua estadia na presidência do nosso amado clube. Nossos mais sinceros sentimentos e condolências à toda a família”, disse Osvaldo Festucci, presidente do Botafogo Futebol Clube.

 

RICARDO CHRISTIANO RIBEIRO
Advogado, Ricardo Christiano Ribeiro foi ex-presidente da Associação de Ensino de Ribeirão Preto (AERP), mantenedora da Unaerp.

Deputado federal pelo PTB, eleito em 1982, participou ativamente na Campanha das Diretas Já, tendo votado a favor da Emenda Dante de Oliveira e, posteriormente, em Tancredo Neves, primeiro presidente civil após a Ditadura Militar de 1964. Ao deixar a política, Ricardo Ribeiro dedicou-se a atividades profissionais em Ribeirão Preto e ao seu clube de futebol do coração, o Botafogo Futebol Clube.

Doutor Ricardo deixa sua marca contributiva na história da AERP e da Unaerp e de Ribeirão Preto, além de participação importante em um dos momentos mais decisivos da política brasileira. E, sobretudo, deixa boas memórias e imensas saudades em suas filhas e ex-esposa.