Nos pênaltis, Botafogo perde do Red Bull Bragantino e fica fora da final do Troféu do Interior - Botafogo Futebol SA

Notícias do Botafogo Orgulho de Ribeirão

agosto 02 2020 0comment

Nos pênaltis, Botafogo perde do Red Bull Bragantino e fica fora da final do Troféu do Interior

Luiz Cosenzo
luizcosenzo@botafogofutebolsa.com.br

O Botafogo parou na semifinal do Troféu do Interior. Mesmo mostrando muita luta e até sendo superior ao adversário, o Tricolor perdeu para o Red Bull Bragantino por 4 a 3, nos pênaltis, após empate no tempo normal por 1 a 1, neste sábado (1º), no Estádio do Canindé.

O Pantera abriu o placar com o atacante Wellington Tanque, aos 17 minutos do segundo tempo. Quando faltavam dez minutos para o término da partida, Matheus Jesus deixou tudo igual.

Agora, o Botafogo foca suas atenções para a disputa da Série B do Campeonato Brasileiro. No dia 8, o clube enfrenta o Cruzeiro, às 19h, no Mineirão, pela primeira rodada da competição.

No Paulistão, o Pantera encerrou o campeonato na 14ª colocação com 11 pontos e garantiu sua participação na elite do torneio no próximo ano. Já no Troféu do Interior, a equipe eliminou o Novorizontino por 2 a 0, na última quarta-feira, e agora foi eliminada pelo Red Bull Bragantino.

O JOGO

O Botafogo entrou em campo com a mesma formação que venceu o Novorizontino. Após um começo equilibrado, o Tricolor conseguiu controlar o jogo diante do Bragantino, que fez a melhor campanha na fase de classificação do Estadual.

Superior ao adversário, o Tricolor criou a primeira grande chance. Aos 20 minutos, Ronald arrancou pela esquerda e enfiou linda bola para Wellington Tanque. O camisa 14 bateu na saída do goleiro e acertou a trave.

O Pantera continuou melhor e ameaçou em duas jogadas pelo lado do campo. Numa delas, a bola sobrou para Naldo que cruzou para Rafinha, mas a defesa rival chegou antes do camisa 10 completar para o gol.

Nos últimos cinco minutos, o Bragantino equilibrou e acertou a trave de Darley. Após cobrança de escanteio, Alerrandro cabeceou na trave.

No segundo tempo, o Botafogo voltou melhor. Aos 13 minutos, Bolt enfiou linda bola para Ronald, que cruzou rasteiro e a zaga afastou. Matheus Anjos ficou com a sobra na risca da grande área e colocou para excelente defesa de Cleiton.

Quatro minutos depois, o Tricolor abriu o placar. Matheus Anjos cobrou falta na cabeça de Wellington Tanque, desviou para o gol. Foi o terceiro gol do atacante nos últimos quatro jogos.

Melhor em campo, o Pantera ainda teve a chance de ampliar numa cabeçada de Róbson, que passou raspando a trave.

Com o decorrer da partida, o Bragantino passou a controlar o jogo, mas não ameaçava o goleiro Darley. Porém, chegou ao empate aos 35 minutos, quando Artur tocou para Aderlan, que rolou para Matheus Jesus na entrada da área. O meio-campista dominou e finalizou cruzado para deixar tudo igual: 1 a 1.

O resultado foi mantido até o final. Nos pênaltis, o Bragantino teve 100% de aproveitamento e venceu por 4 a 3.

FICHA TÉCNICA
RED BULL BRAGANTINO x BOTAFOGO
LOCAL: Estádio do Canindé, em São Paulo
DATA: 1º de agosto, sábado
HORÁRIO: 21h (de Brasília)
ÁRBITRO: Márcio Henrique de Gois
ASSISTENTES: Herman Brumel Vani e Evandro de Melo Lima
GOLS: Wellington Tanque, aos 17 minutos do segundo tempo (Botafogo); Matheus Jesus, aos 35 minutos do segundo tempo (Bragantino)
CARTÕES AMARELOS: Victor Bolt (Botafogo); Uillian Correia, Ryller, Léo Ortiz e Alerrandro (Bragantino)
RED BULL: Cleiton; Weverton (Aderlan), Léo Ortiz, Léo Realpe, Luan Cândido (Edimar), Barreto (Ryller), Uillian Correia (Matheus Jesus) e Weverson; Matheus Peixoto (Artur), Alerrandro e Claudinho. Treinador: Felipe Conceição
BOTAFOGO: Darley; Val (Caíque Sá), Robson, Jordan e Gilson (Guilherme Romão); Naldo, Bolt e Matheus Anjos (Calabres); Ronald (Murilo Oliveira), Wellingon Tanque e Rafinha. Treinador: Claudinei Oliveira