Notícias do Botafogo Orgulho de Ribeirão

junho 04 2022 0comment

Botafogo perde do Confiança fora de casa

Agência Botafogo
imprensa@botafogofutebolsa.com.br

Com um jogador a menos desde os 44 minutos do primeiro tempo, o Botafogo perdeu para o Confiança-SE por 2 a 1, neste sábado (4), no Estádio Batistão, em Sergipe, pela nona rodada do Campeonato Brasileiro da Série C.

Com o revés, o Tricolor continua com 11 pontos –dois a menos do que o Ypiranga, sétimo colocado e que já jogou na rodada. O Pantera, porém, pode ser ultrapassado por outras equipes até o fechamento da rodada.

Agora, o Tricolor volta a campo no dia 13 (segunda-feira), às 19h, quando enfrenta o Aparecidense no Estádio Santa Cruz.

O JOGO

Com o objetivo de conquistar um resultado positivo, o treinador Paulo Baier promoveu alterações no sistema defensivo e no ataque. Na defesa, Ericson substituiu o lateral Marlon. A outra mudança foi a estreia de Marcel na vaga de Gustavo Henrique. No ataque, as novidades foram Bruno Michel e Kadu Barone.

Jogando com três atacantes, o Botafogo começou pressionando o Confiança-SE. Aos 2 minutos, Tiago Reis recuperou a bola e rolou para Bruno Michel, que chutou e Ewerton defendeu. Na sequência, Gustavo Xuxa arrancou pela esquerda, chegou ao fundo e cruzou, mas ninguém conseguiu completar.

Marcando a saída de bola do adversário, o Tricolor chegou ao gol. Aos 10 minutos, Fillipe Soutto recuperou a bola. Tiago Reis dominou na entrada da área e só colocou na saída do goleiro: 1 a 0.

Na sequência, o camisa nove teve outra oportunidade, mas Ewerton pegou.

Em seu primeiro ataque, o Confiança chegou ao empate. Tcharlles foi lançado e trombou com Diego Guerra dentro da área. O árbitro Diego da Costa assinalou pênalti, que foi cobrado e anotado por Renan Gorne.

O Tricolor não se abateu e continuou melhor em campo. Aos 20 minutos, Gustavo Xuxa arriscou de fora da área e Ewerton espalmou. A bola sobrou para Bruno Michel, que tentou ajeitar para a perna esquerda, mas foi travado na hora do chute.

Oito minutos depois, o atacante teve nova chance numa jogada ensaiada, no entanto, finalizou por cima do travessão.

O Pantera tentou manter o ritmo, mas não chegou ao segundo gol. Antes de terminar a etapa inicial, Diego Guerra recebeu o cartão vermelho.

Mesmo com um jogador a menos, o Botafogo voltou criando oportunidades na etapa inicial. Aos 5 minutos, Jean Victor cruzou da esquerda e Tiago Reis não conseguiu desviar com força na pequena área. Seis minutos depois, Gustavo Xuxa arriscou com perigo de fora da área. Na sequência, Kadu Barone foi lançado, fintou o zagueiro e finalizou raspando a trave.

O Confiança buscava o ataque, porém, não conseguia penetrar na defesa botafoguense, que conseguia cortar os lançamentos para a área.

Paulo Baier fez alterações. Ele colocou Gustavo Henrique, Lucas Delgado, Tárik e Dudu.

Porém, o Confiança chegou ao gol aos 30 minutos, quando Tcharlles recebeu, driblou o goleiro e empurrou para o gol.

O Botafogo continuou pressionando em busca do empate e criou chances, mas não conseguiu marcar.

CONFIANÇA-SE X BOTAFOGO

LOCAL: Batistão, em Aracaju
COMPETIÇÃO: 9ª Rodada Série C do Brasileiro
DATA: 04/06/2022
HORÁRIO: 18h
ÁRBITRO: Diego da Costa Cidral (SC)
ASSISTENTES: Johnny Barros de Oliveira (SC) e Diego Berndt (SC)
CARTÕES AMARELOS: Bruno Michel e Diego Guerra (Botafogo); Renan Gorne, Tcharlles, Raphael, Lucas Gabriel e Carlos Eduardo (Confiança)
CARTÕES VERMELHOS: Diego Guerra (Botafogo)
GOLS: Tiago Reis, aos 10 minutos do primeiro tempo (Botafogo); Renan Gorne (Confiança), aos 18 minutos do primeiro tempo; Tcharlles, aos 30 minutos do segundo tempo (Confiança)
BOTAFOGO: Deivity; Ericson, Diego Guerra, Marcel e Jean Victor; Guilherme Mantuan (Gustavo Henrique), Fillipe Soutto (Thiaguinho) e Gustavo Xuxa (Tárik); Bruno Michel (Dudu), Tiago Reis (Lucas Delgado) e Kadu Barone. Treinador: Paulo Baier.
CONFIANÇA-SE: Ewerton; Carlos Eduardo (Cascardo), Raphael, Rai e Alyson (Adryan); Lucas Gabriel (Luiz Otávio), Tatavitto e Pedro Oliveira (Negueba); Tcharlles (Marquinhos), Renan Gorne e Ítalo. Treinador: Felipe.