Darley diz que vê o Botafogo no caminho certo para chegar à elite do futebol brasileiro - Botafogo Futebol SA

Notícias do Botafogo Orgulho de Ribeirão

novembro 19 2019 0comment

Darley diz que vê o Botafogo no caminho certo para chegar à elite do futebol brasileiro

Luiz Cosenzo
luizcosenzo@botafogofutebolsa.com.br

De contrato renovado com o Botafogo até o final de 2021, o goleiro Darley, 29, afirmou que vê o clube no caminho certo para atingir um patamar muito maior no futebol brasileiro.

O camisa 89 foi um dos grandes destaques da equipe durante a reta final do Campeonato Paulista e na disputa da Série B do Campeonato Brasileiro.

“Desde o início, deixei claro que meu desejo era permanecer. Vejo o clube com enorme possibilidade de crescimento e a diretoria está trabalhando para dar uma condição cada vez melhor. Nosso objetivo é colocar o Botafogo num patamar muito maior”, disse o goleiro durante coletiva no estádio Santa Cruz.

“Vejo que o Botafogo está se estruturando e se profissionalizando. O que o clube ofereceu foi cumprido. Tenho certeza que se continuar com esse trabalho as coisas vão acontecer. Nos dois próximos anos, espero contribuir e desenvolver o meu papel da melhor forma possível para colocar o Botafogo no lugar que ele merece”, acrescentou.

Contratado em novembro do ano passado, Darley começou o Campeonato Paulista como reserva, mas ganhou a posição na nona rodada da competição e foi fundamental na recuperação do time no torneio. Ele manteve a boa fase, a regularidade e foi um dos grandes destaques durante a disputa da Série B do Brasileiro.

“O reconhecimento não tem preço que pague. Foi um ano de muito aprendizado. Assumi a condição de titular quando o time estava em uma situação difícil da tabela no Paulista, mas conseguimos nos recuperar e permanecer na primeira divisão. No Brasileiro, consegui manter a regularidade. Quero agradecer também a força e o incentivo da nossa torcida”, completou.

Darley começou a carreira nas categorias de base do Atlético-MG. Com 18 anos, o goleiro se transferiu para o Feyenoord (HOL), onde ficou entre 2008 e 2012, quando retornou ao Brasil. Ele ainda defendeu o Náutico, Criciúma, América-MG, Boa Esporte e Tombense —jogou por cinco anos.