Com o apoio da torcida, Botafogo vence o São Bernardo e sai na frente na decisão da Copa Paulista - Botafogo Futebol SA

Notícias do Botafogo Orgulho de Ribeirão

novembro 07 2021 0comment

Com o apoio da torcida, Botafogo vence o São Bernardo e sai na frente na decisão da Copa Paulista

Agência Botafogo
imprensa@botafogofutebolsa.com.br

Com o apoio da torcida, o Botafogo venceu o São Bernardo por 2 a 0, neste domingo (7), no Estádio Santa Cruz, pela primeira partida da final da Copa Paulista. 

Com o resultado, o Tricolor conseguiu uma importante vantagem para a segunda partida da decisão, marcada para o próximo domingo (14), às 11h, no Estádio 1º de Maio, em São Bernardo do Campo. Assim, o Pantera pode empatar ou até perder por um gol de diferença que mesmo assim assegura o título da competição. 

Os gols do Botafogo foram marcados por Hélio Paraíba, aos 12 minutos do primeiro tempo, e Bruno Michel, aos 20 minutos da etapa complementar. 

O Tricolor ainda atuou com um jogador a menos desde os 25 minutos do primeiro tempo após a expulsão de Hélio Paraíba. O goleiro Igor Bohn ainda defendeu uma cobrança de pênalti, aos 43 minutos do segundo tempo. 

O JOGO

Com o objetivo de abrir vantagem na decisão da Copa Paulista, o treinador Samuel Dias repetiu a formação do duelo contra a Portuguesa, quando o Botafogo venceu por 3 a 1 e garantiu a classificação para a final da competição e também assegurou vaga na Copa do Brasil. 

Com essa formação, o Tricolor criou a primeira oportunidade. Aos 11 minutos, Rafael Tavares recuperou a bola e passou para Hélio Paraíba, que fintou dois marcadores, mas não conseguiu chutar. A bola chegou até Bruno Michel, que fez o cruzamento para Emerson bater de primeira e o goleiro Júnior Oliveira espalmar para escanteio. Na cobrança de Rodrigo, Hélio Paraíba cabeceou com estilo e mandou no ângulo para fazer 1 a 0. 

Assim, o Pantera passou a valorizar a posse de bola até pelo forte calor. Porém, a equipe perdeu o atacante Hélio Paraíba quando o jogo estava controlado. O árbitro João Vitor Gobi mostrou o segundo cartão amarelo –o primeiro foi na comemoração do gol– após uma dividida do jogador com um defensor rival. 

Com a desvantagem no placar, o São Bernardo saiu mais para o jogo, no entanto, tinha dificuldade para penetrar na defesa botafoguense. No contra-ataque, Dudu enfiou para Bruno Michel, mas o goleiro Júnior Oliveira conseguiu cortar com os pés e evitou o segundo. 

Na etapa complementar, o São Bernardo voltou pressionando. Em cinco minutos, arriscou dois chutes com Cesinha e uma bicicleta com João Carlos. 

Com a força do adversário pelo lado direito, Samuel Dias reforçou o setor com a entrada de Marlon. E a mudança deu resultado. Marlon arrancou pela direita e conseguiu um escanteio. Na cobrança, a bola voltou para o prata da casa, que cruzou e Bruno Michel completou para o gol para aumentar o placar: 2 a 0. 

Com a vantagem,  o Botafogo se posicionou no campo de defesa e controlou o jogo. Aos 43 minutos, o árbitro João Vitor Gobi marcou pênalti para o São Bernardo após ser chamado pelo VAR. João Carlos cobrou e Igor Bohn pegou, garantindo a vitória por 2 a 0. 

BOTAFOGO X SÃO BERNARDO
LOCAL: Estádio Santa Cruz
COMPETIÇÃO: Copa Paulista
DATA: 7 de novembro, domingo
HORÁRIO: 11h (de Brasília)
ÁRBITRO: João Vitor Gobi
ASSISTENTES: Bruno Silva de Jesus e Diego Morelli de Oliveira
CARTÕES AMARELOS: Hélio Paraíba, Igor Bohn, Gabriel Tocantins, Fabão e Victor Bolt (Botafogo); Leandro Amaro, Matheuzinho, Natan e Cesinha (São Bernardo)
CARTÕES VERMELHOS: Hélio Paraíba (Botafogo)
GOLS: Hélio Paraíba, aos 12 minutos do primeiro tempo (Botafogo); Bruno Michel, aos 20 minutos do segundo tempo (Botafogo)
BOTAFOGO: Igor Bohn; Rodrigo, Gabriel Tocantins (Fabão), Diego Guerra e Martineli; Victor Bolt, Emerson (Marlon) e Rafael Tavares (Caetano); Bruno Michel (Rafael Marques), Hélio Paraíba e Dudu (Djalma). Treinador: Samuel Dias
SÃO BERNARDO: Júnior Oliveira; Eduardo Diniz (Éder), Leandro Amaro (Natan), Renan Diniz e Pará; Rodrigo Souza, Gionnoti (Giovanni Pavani), Cesinha (Matheuzinho) e Vitinho; João Carlos e Gustavo Ramos (Romisson) Treinador: Márcio Zanardi