Bruno Michel celebra bom momento, elogia companheiros e se coloca à disposição de Samuel Dias - Botafogo Futebol SA

Notícias do Botafogo Orgulho de Ribeirão

outubro 29 2021 0comment

Bruno Michel celebra bom momento, elogia companheiros e se coloca à disposição de Samuel Dias

Agência Botafogo
imprensa@botafogofutebolsa.com.br

Elogiado pelas últimas atuações, quando entrou durante o segundo tempo, o atacante Bruno Michel afirmou que vive um bom momento e se colocou à disposição do treinador Samuel Dias.

“Fico feliz com o bom momento que estou atravessando e vejo que posso crescer ainda mais. Atualmente, tenho mais liberdade para desempenhar o meu futebol, de buscar a jogada individual, o que me ajuda bastante”, disse Bruno Michel.

“Qualquer jogador deseja ser titular, mas respeito os meus companheiros de posição e também a decisão do Samuel Dias. Estou com os pés no chão, focado e trabalhando a espera de uma oportunidade. Sempre que entro em campo procuro dar a vida para ajudar o Botafogo”, acrescentou.

Na entrevista, Bruno Michel também comentou sobre o duelo contra a Portuguesa, pela semifinal da Copa Paulista. O primeiro jogo está marcado para domingo (31), às 16h, no Canindé. A partida de volta será realizada na próxima quarta-feira (3), às 19h, no Estádio Santa Cruz.

“A Portuguesa é um time tradicional e que também fez uma boa campanha. Temos que continuar trabalhando forte e mostrar em campo o que fazemos no treinamentos. Vamos buscar essa classificação para a final”, completou.

O Botafogo avançou à semifinal após eliminar o Noroeste nas quartas de final. Na primeira partida, o Tricolor venceu por 2 a 1, fora de casa. O jogo de volta terminou empatado por 0 a 0. Na primeira fase, o Tricolor somou 12 pontos –três vitórias e três empates. O time marcou oito gols e sofreu apenas um em oito jogos. Assim, o Pantera tem a segunda melhor campanha da competição, com 66,6% de aproveitamento.

Já a Portuguesa se classificou com a terceira campanha na classificação geral. A equipe da Capital tem quatro vitórias, cinco empates e uma derrota, totalizando 56,6%. Em dez jogos, a Lusa fez 16 gols e sofreu seis.